Logomarca do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região

Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região

Sindicatos que representam trabalhadores e empresas de ônibus em SP mantêm negociações; liminar é mantida

 

Na tarde desta sexta (3/6), os trabalhadores do sistema de ônibus do município de São Paulo e as empresas do setor, além da SPTrans, se reuniram em audiência no TRT-2 e decidiram pela continuidade das negociações. As tratativas devem continuar e a intenção das partes é que um acordo seja firmado até a próxima segunda para garantir a continuidade do serviço. 

Caso a paralisação prevista para a próxima segunda prevaleça, fica valendo a liminar que determina que os trabalhadores do transporte rodoviário urbano de São Paulo mantenham o funcionamento mínimo do sistema.

Os metroviários devem garantir a circulação de 80% dos transportes durante horários de pico (6h às 9h e 16h às 19h) e de 60% nos demais horários. A decisão é do desembargador Davi Furtado Meirelles, em sede de Tutela Cautelar Antecedente. O magistrado fixou em R$ 50 mil a multa diária em caso de descumprimento da liminar.

A categoria reivindica, entre outros, reajuste salarial de 12,5% como reposição da inflação mais um aumento real.

(Processo nº 10015800320225020000)

 

 

Voltar
Atualizado por Secretaria de Comunicação Social (secom@trtsp.jus.br)
Rolar para o topo