Logomarca do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região

Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região

Encontro no CNJ define metas nacionais do Judiciário para 2023

 

Dirigentes de 90 tribunais do país participaram, nessas segunda-feira (21/11) e terça-feira (22/11), do 16º Encontro Nacional do Poder Judiciário, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em Brasília. Na ocasião foram aprovadas e anunciadas 11 metas nacionais e específicas do Judiciário para 2023.

A desembargadora-presidente do TRT da 2ª Região, Beatriz de Lima Pereira, participou do evento, que também trouxe diversos assuntos para o debate, entre eles os principais desafios enfrentados durante o ano pelo Poder Judiciário.

O encontro foi comandado pela presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Rosa Weber, e contou também com a participação de corregedores dos tribunais, integrantes da Rede de Governança Colaborativa do Poder Judiciário, responsáveis pela área de Gestão Estratégica e servidores da área de estatística. 

Confira a abertura do evento neste link. E veja também mais informações sobre o primeiro dia do evento nesta notícia do CNJ.

Abaixo as 11 metas para 2023 anunciadas durante o evento:

1 - Julgar mais processos do que os distribuídos;

2- Julgar os processos mais antigos;

3 - Estimular a conciliação;

4 - Priorizar o julgamento dos processos relativos aos crimes contra a Administração Pública, à improbidade administrativa e aos ilícitos eleitorais;

5 - Reduzir a taxa de congestionamento;

6 - Priorizar o julgamento das ações coletivas;

7 - Priorizar o julgamento dos processos dos recursos repetitivos;

8 - Priorizar o julgamento dos processos relacionados ao feminicídio e à violência doméstica e familiar contra mulheres;

9 - Estimular a inovação do Poder Judiciário;

10 - Impulsionar os processos de ações ambientais; e

11 - Promover os direitos da criança e do adolescente.  

 

Voltar
Atualizado por Secretaria de Comunicação Social (secom@trtsp.jus.br)
Rolar para o topo